Seja Bem vindo,

Entrar  \/ 
x
x

Facebook

Bate-Papo Com O Dr. Marcio Pampuri

Postado por em em Capa
  • Tamanho da fonte: Maior Menor
  • Acessos: 901
  • Increver-se para receber atualizações
  • Imprimir

b2ap3_thumbnail_Capa---NB-210-1.jpg

Dr. Marcio Pampuri é Médico Pediatra há 25 anos, casado com a cardiologista infantil Cristina de Sylos, é pai de 4 filhos. Chegou em Mairiporã no início dos anos 90 e logo passou a trabalhar por melhorias na cidade, abraçou a política como um instrumento poderoso para melhorar a vida das pessoas e logo tornou-se uma das principais lideranças do Partido Verde na região. Eleito prefeito em 2012, Pampuri começou a colocar em prática uma política mais humanizada e empreendedora. Entrando no seu 3º ano de gestão a cidade comemora colhendo os frutos do jeito “verde” de governar.

Filho adotado

1 – Dr. Marcio o senhor chegou em Mairiporã no início dos anos de 1990, depois de ¼ de século vivendo nessa cidade o que ela representa para o senhor?

Bem, gosto de sempre lembrar que sou como um filho adotado, escolhido por uma família cheia de amor. Isso porque, não sou da cidade, não tenho nenhum parentesco com famílias tradicionais da cidade, para se ter uma ideia não sou nem paulista, sou carioca, mas fui escolhido por essa cidade e logo me encantei com o jeito carinhoso, acolhedor, educado dos mairiporenses. Um município muito grande de vários contrastes de natureza exuberante. Acho que a soma de tudo isso me fez um apaixonado por Mairiporã.

Preconceito

2 – Você já enfrentou algum tipo de preconceito por não ser da cidade?

Olha, como disse e repito o povo de Mairiporã é tão carinhoso, tão acolhedor, tão hospitaleiro, que se já houve esse tipo de preconceito só por eu não ser da cidade nunca percebi. O que recebo muito é o carinho das pessoas, não só de agora, mas de sempre.  

História de Mairiporã

3 - O que mais te chama atenção na história de Mairiporã?

A história de Mairiporã é muito rica, basta dizer que suas origens encontram-se lá por volta de 1.600, quando os colonos conseguiram vencer a Serra da Cantareira e começaram a povoar essa terra. Mas aqui havia tribos indígenas como os guainazes, tupiniquins e até os tupinambás que eram antropófagos, não demorou passou a ser palco dos padres jesuítas que vinham pra cá para catequizar os nativos. Foi também um ponto de passagem dos bandeirantes que debandavam o interior, tanto que foi construída uma capelinha onde é o centro da cidade,em torno dela formou-se uma freguesia que cresceu e tornou-se uma vila e finalmente cidade em 1889... Eu poderia ficar falando sobre Mairiporã uma semana inteira, pois amo contar essa história.

Educação é o caminho

4 – Como conservar a história deste município? levar esse conhecimento a todos?

O caminho é a Educação. Conhecer a história da cidade é conhecer a própria história, formar cidadãos mais ativos, participativos. Este trabalho de resgatar a história do município é feito com muita dedicação pelos educadores de nossas escolas, posso dizer que Mairiporã é um dos poucos municípios que mantém o hábito de ensinar e cantar o hino com as crianças. Parabenizo os educadores pelo excelente trabalho que desenvolvem. Acredito que uma das grandes marcas do nosso trabalho está sendo educação e a cultura, pois estamos investindo muito nessas duas áreas. Hoje estamos implantando um audacioso projeto do + educação em 24 escolas onde os alunos terão 7 horas de atividades, contemplando várias disciplinas. Criamos a geloteca, que transforma geladeiras em estantes de biblioteca, olimpíadas de Língua Portuguesa, aulas de informática e criação da ETEC.

Saúde da cidade

5 – Como médico, a saúde é sua principal bandeira, para o senhor como anda a saúde de Mairiporã?

Não tenho menor dificuldade em dizer que sou o mais preparado para se falar em saúde no município, até pela minha formação, pela minha experiência como médico. Mas reconheço que a saúde na cidade está muito aquém do ideal. Tenho muita consciência que nosso avanço foi gigantesco, despencaram os índices de mortalidade infantil, implantamos no Pronto Atendimento em Terra Preta, reformamos muitos prédios, novas unidades medicas sendo construídas, estamos investindo no atendimento familiar.

Francisco Morato

6 – Como é sua relação com o prefeito Marcelo Cechettini de Francisco Morato?

O Marcelo Cechettini prefeito de Francisco Morato é um grande parceiro nosso, muito humano, ele assumiu o comando de uma cidade que é uma das mais carentes do Estado de São Paulo com dificuldades que vem desde sua emancipação. Marcelo que é muito bem articulado com as grandes forças políticas tanto da região como do Estado e até do Brasil está conseguindo viabilizar recursos e recuperando o atraso histórico da cidade. 

Caieiras

7 – Como é sua relação com o prefeito Dr. Roberto Hamamoto de Caieiras?

Caieiras hoje é modelo de boa gestão. Dr Roberto e Gersinho vêm fazendo ótimo trabalho na cidade, que é organizada e tem boa infraestrutura. Em todos os lugares só se tem boas notícias de Caieiras. Gostaria até de agradecer a parceria com Dr. Roberto e Gersinho que estão trabalhando para montar uma base da GCM no bairro do Santa Inês que vai auxiliar também Mairiporã, por se tratar de uma grande área de divisa com Mairiporã, Caieiras e São Paulo.

Poder Legislativo

8 – Como é sua relação com o poder Legislativo de Mairiporã?

Muito bom, óbvio que temos alguns embates políticos, mas mesmo nos embates percebe-se que são parlamentares que buscam melhorias para a cidade. Sou muito grato pelo grande apoio dos vereadores. Acho que esse grupo que foi eleito pelo povo está sendo fundamental em todos os avanços conquistados na cidade. 

Próximos anos

9 – O que Mairiporã pode esperar para os próximos anos?   

Como todos estão acompanhando, o Brasil está passando por muitas dificuldades tanto de ordem econômica, de gestão e crise política. De uma forma ou outra essa crise atinge nós que vivemos na cidade, por melhor que esteja o município é sentido os efeitos da crise nacional. Os municípios que fazem o dever de casa sentem menos, é o caso de Mairiporã. Um exemplo é o surto de Dengue que enfrentamos no passado e hoje mesmo que os casos de Dengue explodiram em todo Estado de São Paulo em Mairiporã está controlada, prova que estamos fazendo o dever de casa.  

Mensagem

10 – Mairiporã está completando 126 anos de emancipação, que mensagem o senhor tem para os munícipes?

 

Quero parabenizar toda a população de Mairiporã por terem escolhido este município para viver. São 126 anos construindo uma história de trabalho e conquistas, em meio a uma natureza privilegiada. A beleza e o encanto desta cidade se completa com a simpatia e a coragem deste povo que ano a ano faz daqui um lugar muito melhor para se viver! 

Avalie esta postagem:
0
URL Trackback para esta postagem

Comentários

Top

Central de Atendimento

atendimento.fw

Site seguro

safe-browsing

Redes Sociais

  • Facebook: EditoraMulticultural
  • Twitter: emulticultural
  • YouTube: channel/UC_7kEnE7YslQeJ9N93BViRg

As imagens publicadas neste site são meramente ilustrativas. Preços e condições exclusivos para o site www.editoramulticultural.com.br, podendo sofrer alterações sem prévia notificação. Rua João Rosolen, 125 Vila Rosina - Caieiras/SP - Telefones (11) 4605 6401 - (11) 9 7404-0640 (Marcelo) - (11) 9 7566-0844( Quitéria)

}